quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Doutrina dos Anjos

Introdução
A angelologia é uma das mais difíceis doutrinas encontradas nas Escrituras Sagradas. E por sua dificuldade tende a ser por muitos negligenciada. Contudo, dada sua importância devemos apor a este assunto grande valor, pois anjos são ministros da providência de Deus1, e agentes ativos na vida do crente e da Igreja de Cristo. O não entendimento, ou a falta de estudo, sobre sua natureza e atividades, tem ocasionado o surgimento de muitas seitas, heresias e credos, distintos e distantes da sã doutrina, conforme encontrada na Palavra de Deus.
Neste estudo pretendemos estabelecer os ensinos das Sagradas Escrituras sobre este assunto, atendo-nos a uma interpretação literal-histórico-gramatical do texto bíblico, sempre comparando escritura com escritura2, evitando alegorizar qualquer passagem, exceto quando haja clara permissão para isto, dada pela própria Palavra de Deus3.
Terminologia
O termo anjo da língua portuguesa tem origem na palavra latina angelu, que por sua vez se deriva do termo aggelov (aggelos) do grego. Em hebreu, a palavra traduzida como anjo é K)lm (malak).
A palavra malak ocorre 214 vezes no Antigo Testamento, e a palavra aggelos ocorre 188 vezes no Novo Testamento , sendo que ambas tem o significado de mensageiro, representante, enviado ou embaixador.
Pela terminologia também podemos entender que os anjos têm gênero masculino, pois são assim invariavelmente referidos. Não cabe, portanto, a idéia de que anjos não teriam gênero definido. Se assim o fosse, seriam estes representados por palavras de gênero neutro nas línguas de origem, ou em ocasiões seriam representados utilizando-se palavras de gênero masculino e em outras de gênero feminino; fatos estes que nunca ocorrem.
Criação dos anjos
Os anjos são criaturas, ou seja, foram criados por Deus, não existem desde a eternidade como o próprio Deus:
"Só tu és SENHOR; tu fizeste o céu, o céu dos céus, e todo o seu exército, a terra e tudo quanto nela há, os mares e tudo quanto neles há, e tu os guardas com vida a todos; e o exército dos céus te adora". (Neemias 9:6 ACF4)
"Louvai-o, todos os seus anjos; louvai-o, todos os seus exércitos. Louvai-o, sol e lua; louvai-o, todas as estrelas luzentes. Louvai-o, céus dos céus, e as águas que estão sobre os céus. Louvem o nome do SENHOR, pois mandou, e logo foram criados". (Salmo 148:2-5 ACF)
Os anjos foram criados por Deus em algum ponto antes do final do segundo dia da criação, pois já existiam neste momento conforme pode ser depreendido da leitura comparativa de Jó e Gênesis:
"Depois disto o SENHOR respondeu a Jó de um redemoinho, dizendo: Quem é este que escurece o conselho com palavras sem conhecimento? Agora cinge os teus lombos, como homem; e perguntar-te-ei, e tu me ensinarás. Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? Faze-mo saber, se tens inteligência. Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel? Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina, quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus jubilavam? Ou quem encerrou o mar com portas, quando este rompeu e saiu da madre; Quando eu pus as nuvens por sua vestidura, e a escuridão por faixa? Quando eu lhe tracei limites, e lhe pus portas e ferrolhos, e disse: Até aqui virás, e não mais adiante, e aqui se parará o orgulho das tuas ondas?" (Jó 38:1-11 ACF)
"E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi. E chamou Deus à expansão Céus, e foi a tarde e a manhã, o dia segundo. E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca; e assim foi. E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento das águas chamou Mares; e viu Deus que era bom". (Gênesis 1:6-10 ACF)
Eles foram criados em um estado de santidade, mas alguns optaram por não se manter neste estado, conforme nos relata Judas:
"E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia;" (Judas 6 ACF)
O número de anjos
Os anjos, ao contrário do homem, não têm capacidade reprodutiva:
"Porque na ressurreição nem casam nem são dados em casamento; mas serão como os anjos de Deus no céu". (Mateus 22:30 ACF)
Sendo assim seu número não se altera, pois, tal qual o homem, eles têm existência eterna, seja para o bem ou para o mal. Contudo, não é possível determinar quantos anjos foram criados. A Palavra de Deus sempre se refere a eles através de números metafóricos, indicando grande quantidade, mas em nenhuma parte há um número exato:
"Um rio de fogo manava e saía de diante dele; milhares de milhares o serviam, e milhões de milhões assistiam diante dele; assentou-se o juízo, e abriram-se os livros". (Daniel 7:10 ACF)
"Mas chegastes ao monte Sião, e à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial, e aos muitos milhares de anjos" (Hebreus 12:22 ACF)
Funções dos anjos
Conforme o Antigo Testamento
As passagens selecionadas e apresentadas a seguir nos mostram as principais funções dos anjos conforme relatadas pelo Antigo Testamento. Temos nestas passagens anjos louvando ao SENHOR, enviando mensagens Suas, obedecendo à vontade de Deus, e também sendo referidos como um exército celestial (como guerreiros):
"Jacó também seguiu o seu caminho, e encontraram-no os anjos de Deus. E Jacó disse, quando os viu: Este é o exército de Deus. E chamou aquele lugar Maanaim". (Gênesis 32:1-2 ACF)
"Então o anjo do SENHOR veio, e assentou-se debaixo do carvalho que está em Ofra, que pertencia a Joás, abiezrita; e Gideão, seu filho, estava malhando o trigo no lagar, para o salvar dos midianitas. Então o anjo do SENHOR lhe apareceu, e lhe disse: O SENHOR é contigo, homem valoroso". (Juízes 6:11-12 ACF)
"Só tu és SENHOR; tu fizeste o céu, o céu dos céus, e todo o seu exército, a terra e tudo quanto nela há, os mares e tudo quanto neles há, e tu os guardas com vida a todos; e o exército dos céus te adora". (Neemias 9:6 ACF)
"Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas; com duas cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés, e com duas voavam. E clamavam uns aos outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória". (Isaías 6:2-3 ACF)
"E aconteceu que, havendo eu, Daniel, tido a visão, procurei o significado, e eis que se apresentou diante de mim como que uma semelhança de homem. E ouvi uma voz de homem entre as margens do Ulai, a qual gritou, e disse: Gabriel, dá a entender a este a visão. E veio perto de onde eu estava; e, vindo ele, me amedrontei, e caí sobre o meu rosto; mas ele me disse: Entende, filho do homem, porque esta visão acontecerá no fim do tempo". (Daniel 8:15-17 ACF)
Conforme o Novo Testamento
No Novo Testamento além das funções mostradas pelo Antigo Testamento, que em grande parte são novamente referenciadas pelo Novo Testamento, os anjos são também apresentados como ministros de Deus aos herdeiros da salvação em Cristo:
"O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos. Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo. Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniqüidade. E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes". (Mateus 13:39-42 ACF)
"Vede, não desprezeis algum destes pequeninos, porque eu vos digo que os seus anjos nos céus sempre vêem a face de meu Pai que está nos céus". (Mateus 18:10 ACF)
"Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor. E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor". (Lucas 2:8-11 ACF)
"E apartou-se deles cerca de um tiro de pedra; e, pondo-se de joelhos, orava, (42) dizendo: Pai, se queres, passa de mim este cálice; todavia não se faça a minha vontade, mas a tua. E apareceu-lhe um anjo do céu, que o fortalecia". (Lucas 22:41-43 ACF)
"E a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te à minha destra, Até que ponha a teus inimigos por escabelo de teus pés? Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação?" (Hebreus 1:13-14 ACF)
"E olhei, e ouvi a voz de muitos anjos ao redor do trono, e dos animais, e dos anciãos; e era o número deles milhões de milhões, e milhares de milhares, que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças". (Apocalipse 5:11-12 ACF)
"E eu, João, sou aquele que vi e ouvi estas coisas. E, havendo-as ouvido e visto, prostrei-me aos pés do anjo que mas mostrava para o adorar. E disse-me: Olha, não faças tal; porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora a Deus". (Apocalipse 22:8-9 ACF)
A natureza dos anjos
Os anjos são seres espirituais, mas podem ostentar forma corpórea que pode tocar e ser tocada, bem como comer alimentos sólidos:
"Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação?" (Hebreus 1:14 ACF)
"E vieram os dois anjos a Sodoma à tarde, e estava Ló assentado à porta de Sodoma; e vendo-os Ló, levantou-se ao seu encontro e inclinou-se com o rosto à terra... E porfiou com eles muito, e vieram com ele, e entraram em sua casa; e fez-lhes banquete, e cozeu bolos sem levedura, e comeram... Aqueles homens porém estenderam as suas mãos e fizeram entrar a Ló consigo na casa, e fecharam a porta;" (Gênesis 19:1,3,10 ACF)
Como já mencionado, os anjos são seres imortais, tendo existência eterna:
"Mas os que forem havidos por dignos de alcançar o mundo vindouro, e a ressurreição dentre os mortos, nem hão de casar, nem ser dados em casamento; Porque já não podem mais morrer; pois são iguais aos anjos, e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição". (Lucas 20:35-36 ACF)
São também seres extremamente poderosos, sendo dotados de poderes sobre-humanos, pois foram, por Deus, criados superiores aos homens:
"Enquanto os anjos, sendo maiores em força e poder, não pronunciam contra eles juízo blasfemo diante do Senhor". (II Pedro 2:11 ACF)
"Que é o homem mortal para que te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites? Pois pouco menor o fizeste do que os anjos, e de glória e de honra o coroaste". (Salmo 8:4-5 ACF)
Todavia, os anjos não são onipotentes:
"Então me disse: Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras; e eu vim por causa das tuas palavras. Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia". (Daniel 10:12-13 ACF)
Também não são oniscientes:
"Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai". (Mateus 24:36 ACF)
Nem onipresentes:
"Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor". (Lucas 2:8-9 ACF)
Mas, tem uma espantosa velocidade, podendo se transportar dos céus a terra quase que instantaneamente:
"Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai, e que ele não me daria mais de doze legiões de anjos?" (Mateus 26:53 ACF)
Os anjos são dotados de grande inteligência:
"Agora vim, para fazer-te entender o que há de acontecer ao teu povo nos derradeiros dias; porque a visão é ainda para muitos dias". (Daniel 10:14 ACF)
"Aos quais foi revelado que, não para si mesmos, mas para nós, eles ministravam estas coisas que agora vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho; para as quais coisas os anjos desejam bem atentar". (I Pedro 1:12 ACF)
"E o anjo me disse: Por que te admiras? Eu te direi o mistério da mulher, e da besta que a traz, a qual tem sete cabeças e dez chifres". (Apocalipse 17:7 ACF)
Bem como têm eles vontade própria, e poder de decisão:
"Como caíste desde o céu, ó estrela da manhã, filha da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo". (Isaías 14:12-14 ACF)
"E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia". (Judas 6 ACF)
São também seres emotivos:
"Quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus jubilavam?" (Jó 38:7 ACF)
O Anjo do Senhor
Há várias referências bíblicas sobre aparições do Anjo do Senhor, sendo este um ensino da maior importância, pois são estas aparições teofanias, mais especificamente teofanias em que Deus se apresentava em forma humana. Há no Antigo Testamento 62 referências ao Anjo do Senhor (ou à variante Anjo de Deus), sendo a primeira em Gênesis 21:17, quando o Anjo de Deus aparece a Agar no deserto. O Anjo do Senhor apareceu por várias vezes executando tarefas destinadas aos anjos ordinários, ou seja, trazendo mensagens de Deus4, protegendo o povo de Deus5 e suprindo suas necessidades6.
Contudo, apesar de várias controvérsias entre os eruditos quanto a este assunto específico, devemos aqui estabelecer a identidade do Anjo do Senhor, como sendo pré-encarnações de nosso Senhor Jesus Cristo. Para tanto trataremos alguns pontos que sempre distinguem as aparições do Anjo do Senhor de aparições de outros anjos:
- Um dos pontos mais relevantes quanto a esta questão é que no contexto do Novo Testamento não há sequer uma referência a "o Anjo do Senhor". Sempre que ocorre referência a "Anjo do Senhor", esta se faz como "um anjo do Senhor" e nunca como "O Anjo do Senhor". Esta substituição diz muito em sua aplicação direta, pois, ser "um", é ser um entre muitos, e ser "o" é ser único do gênero7. No texto grego não encontramos o artigo definido "o" anexo à palavra aggelov (aggelos), colocando todas as referências com exceção de Atos 7:30,8 na condição de um em muitos, e não de único em sua espécie. É importante tomarmos esta posição, especialmente em vista de I Timóteo 3:16, pois Deus já havia se manifestado em carne, tornando estas ocorrências como aparições de um de seus anjos.
- O Anjo do Senhor aceitou a adoração de Josué9. Um anjo comum não admite ser adorado, como pode bem ser visto nas passagens em Apocalipse 19:10 e 22:8-9. A instrução é clara: "Adora a Deus". Anjos têm clara noção de sua posição e não admitem que os homens os adorem. Se o "Anjo de Deus" que apareceu a Josué não fosse o próprio Deus (segunda pessoa da trindade), não teria aceitado, de forma alguma, a adoração de Josué.
- Em Juízes 13:15-22 temos:
"15 Então Manoá disse ao anjo do SENHOR: Ora deixa que te detenhamos, e te preparemos um cabrito. Porém o anjo do SENHOR disse a Manoá: Ainda que me detenhas, não comerei de teu pão; e se fizeres holocausto o oferecerás ao SENHOR. Porque não sabia Manoá que era o anjo do SENHOR. E disse Manoá ao anjo do SENHOR: Qual é o teu nome, para que, quando se cumprir a tua palavra, te honremos? E o anjo do SENHOR lhe disse: Por que perguntas assim pelo meu nome, visto que é maravilhoso? Então Manoá tomou um cabrito e uma oferta de alimentos, e os ofereceu sobre uma penha ao SENHOR: e houve-se o anjo maravilhosamente, observando-o Manoá e sua mulher. E sucedeu que, subindo a chama do altar para o céu, o anjo do SENHOR subiu na chama do altar; o que vendo Manoá e sua mulher, caíram em terra sobre seus rostos. E nunca mais apareceu o anjo do SENHOR a Manoá, nem a sua mulher; então compreendeu Manoá que era o anjo do SENHOR. E disse Manoá à sua mulher: Certamente morreremos, porquanto temos visto a Deus".
Esta passagem nos esclarece vários pontos. O primeiro a ser levado em conta é o nome do anjo do Senhor, que é Maravilhoso. Ora, vemos em Isaías 9:6, que Maravilhoso é nome dado ao menino que nos foi dado por Deus para salvação do homem. Alem disto vemos o próprio reconhecimento de Manoá (pai de Sansão) de que o Anjo do Senhor que lhe havia aparecido era Deus. Vemos também o anjo do Senhor subindo na chama do altar, tipologia para o sacrifício que a segunda pessoa da trindade, nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, viria a fazer por todos os homens.
Por todas estas razões devemos entender com firmeza e clareza que O Anjo do Senhor (ou o Anjo de Deus) no Antigo Testamento é sim, e sem dúvidas nosso Senhor Jesus Cristo.
O Anjo Gabriel
A palavra Gabriel vem do hebraico "Gabriyel", que quer dizer "guerreiro de Deus" ou "homem de Deus", provindo da junção de "geber", "homem forte" ou "guerreiro" e el. Este anjo é o anunciador das grandes mensagens de Deus para a humanidade, tendo aparecido a Daniel10 e depois no Novo Testamento durante a anunciação do nascimento de João o Batista11 e de Jesus Cristo12.
É o anjo que assiste diante de Deus, sendo ele o portador das grandes mensagens de Deus para os homens.
O Anjo da Igreja
Quem são os anjos da Igreja tratados nos primeiros capítulos do Apocalipse de João? Esta pergunta tem sido alvo de respostas diversas, e se faz necessário estudá-las.
A resposta mais comum é que João ao escrever estaria se referindo aos pastores destas Igrejas, com base em Malaquias 2:7, onde a palavra K)lm (malak), designativa de anjo no hebreu, é empregada aos líderes religiosos como sendo mensageiros da vontade de Deus. Assim, aos mensageiros das Igrejas (aggelos) ou aos seus anjos, é que seriam escritas as cartas.
Contudo, outras interpretações como a do alegorista Orígenes de Alexandria indicariam se tratar de anjos reais, e sendo assim, cada Igreja teria o seu próprio anjo da guarda particular. Mas, vemos pelo conteúdo das cartas que elas não se dirigem a um anjo, mas a pessoas, aos membros daquela igreja.
Outros ainda argumentam que seriam espíritos malignos que estariam ali para se alimentar dos pecados dos membros daquela Igreja. Sendo que cada Igreja teria então um "demônio de guarda" pronto a agir a cada tropeçar dos salvos ali congregados.
O que de fato se pode entender é que o anjo e a Igreja se confundem na mensagem, indicando claramente que o anjo faz parte da Igreja, e este entendimento aponta de forma inequívoca para o pastor como anjo da Igreja.
Conclusão
Esta doutrina, apesar de difícil, é da mais alta importância para o crente em sua vida cotidiana, pois os anjos são exemplos de louvor e ajudadores enviados por Deus. É reconfortante saber que há anjos do Senhor trabalhando para nos proteger dos perigos espirituais que rondam nossas vidas, e os termos como exemplo de quão maravilhosa será nossa vida louvando ao Senhor por toda a eternidade.

Simbologia angelical

Com certeza você já viu anjos retratados de várias maneiras diferentes: como crianças gordinhas e rosadas, adultos alados, animais, etc. Mas alguns elementos se repetem na imagem que a maioria das pessoas fazem dos anjos. Saiba o que significam:
Auréola: Representa a luz que acompanha cada anjo e também a pureza deste ser.
Trombeta: Simboliza a voz de Deus, que é transmitida através de um coro de anjos.
Asas: Significam a agilidade e a rapidez que os guardiões possuem para cumprir as ordens divinas.
Cajado: É o símbolo que representa a prontidão do anjos diante da vontade de Deus.
Instrumento musical: Na maioria das vezes é um harpa e mostra que os seres celestes estão sempre louvando o Criador através da música.
Turríbulo: É aquele recipiente usado para queimar incenso e simboliza adoração a Deus.
Diadema: Jóia parecida com uma coroa, e é sinal de autoridade

A origem dos anjos na Terra

Lúcifer, era o mais alto arcanjo de Deus, o Arcanjo do 1º raio. Rebelou-se e traiu Deus. Ele tinha passado por toda a hierarquia dos seres cósmicos. Ele foi desde uma simples Salamandra, até o Arcanjo que tudo sabe. Ele conhecia a origem de tudo e não aceitava mais servir ao mundo atômico. Pensava ele - “Porque tenho de servir a estes seres que nada sabem?” Bom, ele esqueceu-se, de que tudo sabia, para poder servir aos seres que nada sabem. Esta era a razão de sua existência. Caso contrário, ele não existiria. Ao se rebelar, tentou comandar o mundo e o cosmos. Deus não permitiu e enviou Arcanjo Miguel e seus Anjos para que colocassem na terra os anjos caídos/decaídos, liberando assim o “céu” e o cosmos da rebeldia do seu Arcanjo caído.
Quando Lúcifer veio a Terra, e desceu com todos os seus anjos, atacou diretamente o amor, separando suas forças mortais e espalhando o seu ódio. Lançou a sensualidade para fazer com que o homem fosse atraído a pensar no desejo, e não, pensar e desejar. Fazendo com que o homem erre e acuse depois.
Deus, enviou para a Terra um anjo bom para cada anjo mal, fazendo assim o equilíbrio das forças do bem e do mal na terra.
Alegrem-se, as Hostes Angélicas andam superativas entre nós! É a inspiração dos anjos pousando sobre a mente e o coração das pessoas de boa vontade, por graça do projeto divino, para os novos tempos da nossa nave Terra.
Na década de 90, que também chamam de "a década dos seres de Luz", esses mensageiros de Deus entraram e estão cada vez mais presentes na vida do ser humano, atraídos pelas faixas vibratórias de uma nova consciência, que ensaia os primeiros passos rumo às futuras transformações coletivas. Afinal, chegou o profetizado dia em que os Anjos entrariam em comunhão conosco, para auxiliar o nosso despertar. Cabe-nos agora a tarefa de cooperar com eles, como acontecia no princípio dos tempos, quando o homem convivia de maneira natural com esses ministros de Deus. Por isso nutrimos intuitivamente uma atração por eles.
.

Interpretração para Anjos no Espiritismo

Para o Espiritismo, doutrina que tem o Cristianismo por base e foi iniciada no século XIX por Allan Kardec, os anjos seriam os Espíritos desencarnados que se comunicam com os vivos, encarnados (vide O Livro dos Espíritos, Parte 2, Capítulo 1). Seriam, portanto, aqueles que trazem mensagens do mundo incorpóreo. Por este motivo seriam chamados de anjos, palavra que significa mensageiros, os quais aparecem inúmeras vezes nos textos sagrados de religiões judaico-cristãs, indicando a comunicabilidade entre vivos e mortos.
O anjo Gabriel representa esta situação. Apareceu para Maria de Nazaré trazendo a mensagem de que seria mãe de Jesus. Seu nome, ou a palavra Gabriel, significa "homem de Deus", indicando se tratar de um homem desencarnado cujos interesses estavam voltados para a divindade, e trazia uma mensagem.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

SALMO 23


"O Senhor é o meu Pastor,
E nada me faltará...
A suaves campos me guiou
E me conduziu a fontes
De água fresca e pura...
 
O Senhor converteu
A minha alma,
Tornou-a humilde
E agradecida...
Elevou-me por estradas justas
Por amor do seu nome...
 
Ainda que eu me desvie
Pelo vale da dor e da morte,
Não temerei males,
Porque tu, meu Deus,
Estarás comigo !
 
A tua proteção,
A tua vigilância,
Eu sei que me acompanharão !
E a tua misericórdia irá
Após mim,
Docemente me inspirando
Em todos os dias
Da minha vida,
A fim de que
Eu permaneça
Sob a luz da tua benção,
E também da tua paz,
Pela eternidade
Dos tempos ..."

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

A VIDA É FEITA DE MIL NADAS


 


A vida e feita de mil nadas, muitas vezes nos deixamos enredar pela teia do ódio, da vingança, da raiva, da amargura, dirigido ao semelhante que muitas vezes culpamos pelos nossos próprios erros.
Achamos que nosso semelhante é sempre o errado e nós os donos da verdade. Somos capazes de cometer atrocidades, falar mal, caluniar, julgar aqueles que imaginamos serem os nossos algozes.
Será mesmo que temos razão? Muitas vezes ficamos ressentidos, magoados e por esses e outro motivo qualquer, deixamos o fel da nossa língua prejudicar o outro em sua vida, na sociedade em que vivemos, na família, nos círculos de amizade, etc...
Coitados de nós que somos “pobres” de espírito, deixando a raiva tomar conta de nossa alma infeliz, nos tornando mesquinhos e pequenos aos olhos de Deus, pelos pensamentos muitas vezes obsessivos contra o nosso semelhante.
Perguntemos a nós mesmos: será que realmente fui prejudicado ou tentei prejudicar o meu semelhante, com meus atos e palavras ferinas, destiladas como o veneno de uma cobra?
Antes de julgar, pense bem, pois será julgado da mesma forma. A lei do retorno é implacável, virá a teu encontro, como um raio caído do céu em noite de tempestade.
Antes de prejudicar o próximo, sejam como for, examina as raízes, e os porquês da tua vingança desmedida.
Lembre-se que o tempo se faz curto para nos reconciliar, amar e perdoar o nosso semelhante.
Não sabemos se amanhã deixaremos o corpo físico, partindo para a pátria espiritual, sem ter tempo de pensar nos porquês de ontem
Nos tornamos obsessores futuros, daqueles que são o motivo do nosso ódio, nosso espírito fica em péssimo estado, preso no passado que não volta mais.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

A alimentação dos desencarnados.

 

Para melhor compreensão deste assunto, é preciso em primeiro lugar entender que no momento do desencarne, o espírito liberto do corpo, é atraído para um ambiente afim, sempre de acordo com a sua sintonia.
Este espírito tem um corpo chamado perispírito o qual tem todas as matrizes dos órgãos carnais, inclusive porque vem de outras encarnações acompanhando este espírito (é sempre anterior ao corpo físico).
Este corpo é sutil, invisível para os encarnados.
O corpo físico obedece ao automatismo perispiritico até mesmo quando o perispírito se afasta.
Durante o sono, podem ocorrer desdobramentos do espírito que recobra parcialmente sua liberdade e se afasta do corpo, sempre junto com o perispírito.
Nestes desdobramentos o espírito liberto pode conversar com encarnados também desdobrados, bem como desencarnados, pode estudar e até trabalhar. Nestes desdobramentos o espírito/perispírito permanece ligado ao corpo físico por um laço fluídico também chamado de cordão de prata, o qual só se rompe com a morte.
Bem, mas vamos voltar aos desencarnados e sua alimentação.
Quanto à alimentação, apesar de o perispírito ser portador do sistema digestivo completo, bem como do sangue que corre em suas veias e artérias, impulsionado pelo coração, distribuindo substâncias vitais, ela não se faz de maneira análoga para todos os espíritos.
Os recém-desencarnados que possuem o hábito da alimentação pesada, sofrem intensa necessidade de tais alimentos e os recebem; só que fluídicos, aliviando assim o sofrimento imposto pela fome, que não se vê saciada com alimentação mais sutil.
Apesar de não ter mais corpo físico, essa dieta alimentar impõe-se por uma necessidade psicológica relacionada ao volume, peso e sabor, correspondente ao regime outrora praticado.
Para os que já estão mais acostumados e querem libertar-se dos hábitos terrenos, é formada por sucos etéricos de frutas, caldo de essências reconfortantes e água misturada a elementos magnéticos.
Esses alimentos são utilizados nos postos de socorro e servem aos espíritos que descem aos charcos de dor em missões de resgate.
Já o espírito que conseguiu adaptar-se ao meio astral realiza a absorção e eliminação do magnetismo ambiental.
Pelos poros, utilizando produtos da natureza, o perispírito se abastece, podendo excretar os resíduos formados pela exsudação epidérmica ou pelas vias excretoras normais, sem o excesso de sólidos e líquidos dos excrementos comuns aos encarnados.
Substituindo a quantidade pela qualidade, e sendo os elementos absorvidos altamente imponderáveis, estes são assimilados quase que integralmente, deixando escassos resíduos a serem eliminados.


 

terça-feira, 5 de julho de 2011

Vc acredita em fatalidade?




Alguns seres humanos parecem fadados ao fracasso. Atraem inúmeros insucessos. Outros vivem se machucando ou sofrem acidentes. Famílias passam por tragédias onde o ódio faz morada em seus lares. Outras pessoas tem um destino mais leve e feliz. Parece  que a boa sorte está sempre na vida dessas criaturas. 

Nosso destino é predestinado? Tudo está escrito?

De acordo com a doutrina espírita , é um acontecimento fatal nosso nascimento e a morte. A data da nossa reencarnação e a do desencarne geralmente está escrita. Ninguém foge do desencarne. Se não chegou na sua hora você não vai mesmo. Pode passar por inúmeros perigos que uma espécie de proteção espiritual o livrará da morte prematura.

Geralmente, lamentamos o destino como se uma força externa fosse responsável por nossos fracassos. O homem é o agente da sua própria felicidade ou do seu fracasso. Os aparentes fracassos e obstáculos podem ser escolhidos pela própria pessoa antes de reencarnar. Deus não pune ninguém. Quando desencarnamos analisamos a nossa existência por uma ótica mais espiritual. E, então, ansiamos pela paz e a serenidade. A pessoa fica ansiosa para resgatar seus erros e aprender lições novas. Uma existência difícil pode ser um aprendizado. Escolha do próprio espírito para evoluir cada vez mais.

As alegrias, os prazeres também fazem parte da nossa encarnação. Se você plantou um limoeiro, certamente vai colher limões. A lei é justa! Uma vez um internauta me perguntou:
"- Por que as pessoas boas sofrem tanto? E por 
que algumas pessoas ruins se dão bem na vida?"

Se você analisar a vida terrena por um prisma limitado verá um mundo incrivelmente injusto. Mães que fizeram aborto podem ter facilidade para engravidar. Outras mães que desejam avidamente por um bebê não conseguem ficar grávidas. Outras pessoas carinhosas e boas vivem sofrendo a prova da ingratidão e da solidão. Temos que analisar as provas e os sofrimentos através de uma visão espiritual. A pessoa boa que tem um caminho árduo e íngreme nessa vida atual pode ter cometido muitos crimes em outras encarnações. O arrependimento é o primeiro passo para a reabilitação do espírito. Não basta apenas o arrependimento. A pessoa precisa reparar o erro e o mal praticado. Ninguém sofre sem merecer. Se você passa por alguma tragédia ou obstáculo só você é o responsável. Somos dotados de livre arbítrio até certo ponto. A pessoa que vive praticando o mal e demora para se arrepender pode reencarnar através de um destino compulsório. Pode renascer numa família que não escolheu e ter uma vida difícil programada pelos seus mentores siderais. Reencarna com dramas psicológicos terríveis, defeitos ou graves problemas de saúde. Não é punição, mas reparação.

Os bons espíritos não tem o poder de castigar ninguém. A expiação é o resultado do drama de um espírito que recalcitra no erro. Alguém que usou as mãos para praticar crimes horrendos pode renascer defeituoso em outra vida. São limitações que vão evitar que ele pratique mais crimes.

Mesmo assim, nós temos um consolo: o exemplo do Mestre. A fé e a esperança numa vida melhor. Lições de amor, perdão e tolerância.

Nascemos para ser felizes porque sabemos que é essa a condição natural do espírito. A felicidade plena e verdadeira só virá quando a merecermos. Os Espíritos Puros são muito felizes. Não é a felicidade dos prazeres mundanos, mas a felicidade de uma alma pura e boa. Não temos ainda como medir a felicidade de um Espírito Puro. Espírito puro é aquele que já passou por todas provas terrenas e não precisa mais voltar para Terra. Não precisa expiar os erros porque se libertou de toda mácula do passado. São os chamados Anjos. Espíritos de períspirito diáfano e que habitam regiões siderais maravilhosas. Mas não vivem no ócio. Podem estar em vários locais ao mesmo tempo. Vivem para ajudar e servir!

Procure a reforma íntima como o caminho da sua felicidade. Sua encarnação terá sua marca. Suas ações é que vão ditar seu destino. E não se preocupe com o dia em que fará sua passagem desse mundo. Viva um dia de cada vez. 

Confie na proteção do seu protetor espiritual. Se estiver cansado ou sobrecarregado peça ajuda através da prece.

Saiba usar o seu livre arbítrio. E só aprendemos errando. No entanto, quando a gente aprende a lição passa de ano. Acredite na felicidade e no poder que você tem para mudar sua vida para melhor!

Seja feliz!

quinta-feira, 2 de junho de 2011

A reencarnação dos suicidas

Nair Bello – Chico, um filho excepcional é um carma, uma prova para os pais?
Chico Xavier – Nair, a criança excepcional sempre me impressionou pelo sofrimento de que
ela é portadora , não somente em se tratando dela mesma, mas, também, dos pais e isso
tem sido o tema de várias conversações minhas com nosso Emmanuel, que é o guia espiritual
de nossas tarefas, e ele, então, diz que, regra geral, a criança excepcional é o suicida
reencarnado, reencarnado depois de um suicídio recente, porque a pessoa quando pensa que
se aniquila, está apenas estragando ou perdendo a roupa que a Providência Divina permite de
que ela se sirva durante a existência, que é o corpo físico.
A verdade é que ela em si é um corpo espiritual; então, os remanescentes do suicídio
acompanham a criatura que praticou a autodestruição para a vida do Mais Além.
Lá ela se demora algum tempo amparada por amigos que toda criatura tem, afeições por toda
parte, mas volta à Terra com os remanescentes que ela levou daqui mesmo, após o suicídio.
Se uma pessoa espatifou o crânio e se o projétil atingiu o centro da fala, ela volta com a
mudez. Se atingiu apenas o centro da visão, ela volta cega, mas se atingiu determinadas
regiões mais complexas do cérebro, ela vem em plena idiotia e aí os centros fisiológicos não
funcionam.
A Endocrinologia teria de fazer um capítulo especial para estudar uma criança surda, muda,
cega, paralítica, porque aí a criatura feriu a vida no santuário da vida que é a parte mais
delicada do cérebro.
Se ela suicidou-se, mergulhando-se em águas profundas, ela vem com a disposição para o
enfisema, um enfisema infantil ou da mocidade, ou dos primeiros dias da vida.
Se ela, por exemplo, se enforcou, ela vem com a paraplegia, depois de uma simples queda que
toda criança cai do colo da ama, do colo da mãezinha; então, quando o processo é de
enforcamento, a vértebra que foi deslocada, no enforcamento, vem mais fraca e, numa simples
queda, a criança é acometida pela paraplegia.
E nós vamos por aí.
Outras crianças que vêm completamente perturbadas; a esquizofrenia, por exemplo, diz-se que
é o suicídio, depois do homicídio. O complexo de culpa adquire dimensões tamanhas que o
quimismo do cérebro se modifica e vem a esquizofrenia como uma doença verificável, porque
através dos líquidos expelidos pelo corpo é possível detectar os princípios da esquizofrenia.Mas a esquizofrenia é o homicida  que se fez suicida,porque o complexo de culpa é tão grande,o remorso é tão terrivel que aquilo se reflete n própria vida fisica da criatura durante algum tempo.

Quando o suicida acordou no Mais Além, trazendo a chaga em sangue que abrira em si mesmo, gritou espantado para os Céus. – Meu Deus, meu Deus, onde a morte em que entrei?Uma voz, porém, lhe respondeu aos ouvidos da consciência profunda:“Meu filho; sairás da morte, tantas vezes quantas forem necessárias, mas da vida  , jamais”.             
Espírito Emmanuel
 

domingo, 22 de maio de 2011

Doenças- Seu corpo envia sinais

Mais um artigo interessante sobre Metafísica da Saúde. Ou seja, o quanto nossas emoções afetam nossa saúde e bem-estar.


Doenças - Seu Corpo Envia Sinais


A dor de garganta aparece quando não é possível comunicar as aflições e frustrações. Não engula desaforos, mágoas, reclamações. Saiba ter voz, seja uma pessoa assertiva, não precisa brigar! Aprenda a se comunicar e expressar seus pensamentos de maneira clara e objetiva, sem perder a paciência. Se você viver guardando seus sentimentos e pensamentos, uma hora, uma das duas coisas ocorre: pode ocorrer um problema sério na região da boca e garganta (saúde) ou você estoura e diz de uma vez só, tudo o que pensa, com raiva e ressentimentos e acaba magoando todos ao redor. Procure não acumular fatos. Assim que ocorrer algo que te desagrade, você pode chamar a pessoa que o magoou e dizer: eu admiro esta característica sua. Comece sempre com algo positivo daquela pessoa. E quando for “reclamar”, reclame de um fato, de uma atitude, não da pessoa. Diga: Não gostei quando você fez isso, pois me senti assim...  Um bom líder sabe se comunicar. Elogia pessoas em público e crítica fatos em particular.

O resfriado escorre quando o corpo não chora. Chorar alivia, então chore sempre que sentir vontade. No passado, a pior crença repassada por nossos antepassados era: homem de verdade não chora. Então muitos homens guardaram tão profundamente suas dores e sofrimentos que acabaram cedo com sua saúde e morreram antes do tempo. Precisamos tirar um momento para rir, chorar, brincar, viajar, fazer exercícios físicos, dançar, curtir a vida. Equilíbrio! E lembre-se: chorar de vez em quando, é natural, faz bem e só mostra que você tem sensibilidade e não tem medo de mostrar suas emoções. O estômago arde quando as raivas não conseguem sair, quando algo acontece e você não aceita, não consegue digerir o fato. Ache uma válvula de escape, grite, dê soco no travesseiro, escreva tudo num papel e queime, pratique um esporte, lute boxe, ache uma maneira de extravasar as emoções, faça terapia. E se possível, elimine as pessoas “nocivas” na sua vida. 



O diabetes invade quando a solidão dói. Mas estar sozinho é sempre uma escolha, então se abra para o mundo. Não espere receber amor primeiro, aprenda a dar e receberá de volta. Se todos pararem e esperarem o outro dar o primeiro passo, não haverá mais amor no mundo.

O corpo engorda quando a insatisfação com o mundo aperta. Aprenda a aceitar as coisas como elas são. Não seja exigente demais com você, nem com o mundo. Relaxe! Deixe a ansiedade desaparecer... O mundo é perfeito exatamente como é. E se sua frustração refere-se a resultados obtidos, saiba que você pode estar bem mais próximo(a) dos seus sonhos do que imagina. Tenha paciência, nada é impossível e o amanhã pode ser bem melhor, dê mais uma chance para você e seus sonhos. Antes de comer algo, pergunte-se:estou com fome de que? Se não for uma fome física e sim algo emocional/espiritual, não tente resolver com a comida. Coma o que desejar, mas apenas quando estiver com fome e esteja presente quando mastigar – foque no agora. Ao invés de engolir desesperadamente na frente da TV, sem sentir o gosto da comida, saboreie cada mordida, sinta o sabor, cheire, feche os olhos, sinta a textura dos alimentos na sua boca e tenha gratidão a ele. Se você conseguir fazer isso, seu metabolismo funcionará perfeitamente e tudo que não for necessário, seu corpo expelirá.

A dor de cabeça aparece quando as duvidas aumentam e aparecem as críticas. Surge um desconforto como se você estivesse vivendo um problema sem saída. Relaxe, ore, medite, converse com alguém, peça ajuda! Confie mais em você e na vida. Acalme-se, tenha mais fé, creia mais em você e em Deus. Como dizem os orientais: se um problema tem saída, resolva! E se não tem, por que se preocupar tanto? Neste caso, aceite-o! 



 
Problemas na coluna indicam que você tem a sensação de que há pessoas ao seu redor que dependem de você. É como se você não quisesse, mas sente que tem que carregar o mundo nas costas, pois acha que os outros são incapazes de resolver seus problemas sem a sua ajuda. Isso não é verdade! Todo mundo tem a capacidade para resolver as coisas. É você quem acha isso, então liberte-se desta crença. Acredite mais nos outros. Cada um tem o direito de viver a vida como deseja, não queira impor seu modo de viver a outros. Aceite as diferenças, afinal você também quer ser aceito(a) exatamente como é, não é mesmo?

O coração pára quando o sentido da vida parece terminar. Mantenha seu coração sadio, procure pontos negativos em fatos passados e atuais. Dê mais sentido aos fatos. Você já reparou que tudo tem seu lado positivo? Basta saber procurar... E sempre tenha planos ousados e divertidos para o futuro, isso o manterá vivo e “motivado”, com o coração leve e saudável.

A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável. Ninguém consegue manifestar perfeição, pois é impossível até mesmo defini-la. Quem poderia citar o que seria mundialmente considerado perfeito? Aceite-se e aceite o mundo exatamente como ele é. Pare de querer controlar tudo. São as diferenças e as pequenas imperfeições que fazem do mundo um lugar tão maravilhoso... Isso vale para seu corpo também. Aceite-se exatamente como é, seu corpo é o templo da sua alma. Se existir algo que queira mudar em seu corpo, faça; mas não deixe que sua felicidade e amor próprio dependam disso. Se você está num relacionamento e seu parceiro(a) não está satisfeito com seu corpo, mude de parceiro. Afinal, você é muito mais maravilhoso e especial do que seu corpo físico. Você é a auto-manifestação de Deus na terra. E pode ter certeza: existem muitas pessoas que gostariam de estar com você! Para você ser completamente amado e aceito por alguém, comece se aceitando e se amando e isso ocorrerá naturalmente. 





As unhas quebram, os cabelos e a pele perdem a força e o brilho quando as defesas ficam ameaçadas. E isso acontece quando você está se sentindo deprimido, sem vontade de seguir além... Se estiver com depressão, procure os amigos, familares e/ou ajuda médica. Deseje melhorar, leia bons livros, assista a programas divertidos, instrutivos e/ou inspiradores, tenha um tempo só pra você, faça coisas de que gosta,ria em frente ao espelho,  divirta-se! Insira mais diversão na sua vida, isso só depende de você!

O peito aperta quando o orgulho escraviza. Você não é vítima do mundo. Ninguém é, a menos que se coloque nesta posição. Para todo ditador, existe um ou vários submissos. Não tenha pena de você, pelo contrário, orgulhe-se de ser a pessoa que é. Encontre características positivas suas. Se estiver difícil, pergunte a amigos e familiares, pode ter certeza de que você ficará muito feliz com o feedback deles. E escreva num caderno para se lembrar e comece a fazer as suas anotações positivas sobre você, as pessoas e fatos ao redor.

A pessoa enfarta quando sente a ingratidão e estresse. Procure não exigir tanto das pessoas. Quando fizer algo pequeno, médio ou grande por alguém, não espere algo em troca. A pessoa pode não retribuir da maneira que você deseja e você envenena seu coração com raiva e sentimento de frustração e ingratidão. Na maioria das vezes a pessoa nem imaginava o quanto isso era importante pra você, é a sua visão que coloca este peso. Não deixe que suas exigências de como os outros devem se comportar atrapalhe a sua saúde e felicidade. Você pode ter feito coisas que magoaram muitas pessoas e você nem imagina. Perdoe SEMPRE! E perdoe-se! 

 A pressão sobe quando o medo aprisiona. Mas medo de que? Muitas vezes o medo é irracional. A menos que você esteja realmente numa situação perigosa (perdido em alto mar, sem socorro á vista, seu avião caiu no meio da Amazônia e você está perdido, sozinho e machucado, etc...) a menos que a adrenalina gerada seja algo que pode te ajudar a reagir corretamente numa situação de emergência, acalme-se! Faça a pergunta: E se este fato que eu receio realmente venha a ocorrer, qual é a pior coisa que poderia me acontecer? Faça as pazes com todas as possibilidades. Se você não tem controle sobre algum fato, solte-o! Entregue a Deus, ore, medite, relaxe... E entregue ao universo. Cuidado com os 15 minutos antes de dormir, não tenha medo do amanhã, confie de que tudo ocorrerá da melhor maneira, entregue o problema a Deus e durma bem. Muitas vezes ao acordar, o problema terá diminuído ou até desaparecido, pois muitos dos nossos medos são irreais.

As neuroses paralisam quando a"criança interna" tiraniza. Quando você repetidamente não consegue realizar sonhos e projetos importantes, acaba se frustrando, sente que não tem controle ou que o mundo está contra você. Neste momento, tudo parece ser um empecilho, você vê um mundo perigoso e injusto e se sente como uma criança sozinha e desamparada, despreparada para lidar com as situações. Mas você não é mais uma criança, é um adulto e tem força e capacidade para resolver e realizar qualquer coisa que deseja, procure ajuda, mude e seja feliz! Muitas pessoas procuram remédios físicos quando na verdade precisam mudar suas atitudes, pensamentos e sentimentos. 


A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade. Se sua temperatura subiu, você está se sentindo sem forças para lidar com as situações. Não se compare com outras pessoas, não pense que só você tem problemas ou que existem pessoas sortudas e pra você, nada dá certo. Isso não é verdade! Todos temos problemas, o que muda é como os encaramos e resolvemos. Você é capaz de resolver qualquer situação. Dê uma chance para você e seus sonhos grandiosos... Não seja tão exigente, deixe que tudo ocorrerá no tempo de Deus. Equilibre seu organismo, equilibrando suas emoções. O câncer se instala quando a pessoa guardou mágoas e rancores por toda uma vida. É como se aqueles sentimentos estivessem comendo a pessoa de dentro pra fora. É por isso que não adianta curar apenas com remédios, é preciso aprender a perdoar as pessoas, principalmente a si mesmo e seguir em frente, vivendo no presente, com planos concretos para o futuro. Perdoar é um processo, pode levar tempo, mas nada é tão belo e transformador do que o perdão, ele liberta a alma, a pessoa se renova e se cura





Para todos os casos acima, 15-20 minutos de oração/meditação
ou uma respiração profunda e lenta ao acordar podem fazer “milagres"...
Experimente começar o dia em paz e harmonia,
seu corpo agradece e você verá o resultado na sua vida em geral.
Tente, é de graça e pode salvar a sua vida!
Palavras CHAVE para o BEM VIVER: 
Amor -  Paz - Confiança -
e Luz, MUITA LUZ !!!

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Assim Falou Jesus

Disse o Mestre: "buscai e achareis".
Mesmo nos céus, você pode fixar a atenção na sombra da nuvem
ou no brilho da estrela.
Afirmou o Senhor: "cada árvore é conhecida pelos frutos."
Alimentar-se com laranja ou intoxicar-se com pimenta é problema seu.
 
Proclamou o Cristo: "orai e vigiai para não entrardes em tentação, porque o espírito, em verdade, está pronto, mas a carne é fraca."
O espírito é o futuro e a vitória final, mas a carne é o nosso próprio passado, repleto de compromissos e tentações.
Ensinou o Mentor Divino: "não condeneis e não sereis condenados".
Não critique o próximo, para que o próximo não critique a você.
Falou Jesus: "quem se proponha conservar a própria vida, perdê-la-á".
Quando o arado descansa, além do tempo justo, encontra a ferrugem que o desgasta.
Disse o Mestre: "não vale para o homem ganhar o mundo inteiro, se perder sua alma".
A criatura faminta de posses e riquezas materiais, sem trabalho e sem proveito, assemelha-se, de algum modo, a pulga que desejasse reter um cão para si só.
Afirmou o Senhor: "não é o que entra pela boca que contamina o homem".
A pessoa de juízo são, come o razoável para rendimento da vida, mas os loucos ingerem substâncias desnecessárias para rendimento da morte.
Ensinou o Mentor Divino: "andai enquanto tendes luz".
O corpo é a máquina para a viagem do progresso e todo relaxamento corre por conta do maquinista.
Proclamou o Cristo: "orai pelos que vos perseguem e caluniam".
Interessar-se pelo material dos caluniadores é o mesmo que se adornar você, deliberadamente, com uma lata de lixo.
Falou Jesus: "a cada um será concedido segundo as próprias obras".
Não se preocupe com os outros, a não ser para ajudá-los; pois que a lei de Deus não conhece você pelo que você observa, mas simplesmente através daquilo que você faz.

domingo, 1 de maio de 2011

Perdão das ofensas (II)

Perdoar aos inimigos é pedir perdão para si próprio; perdoar aos amigos é dar-lhes uma prova de amizade; perdoar as ofensas é mostrar-se melhor do que era. Perdoai, pois, meus amigos, a fim de que Deus vos perdoe, porquanto, se fordes duros, exigentes, inflexíveis, se usardes de rigor até por uma ofensa leve, como querereis que Deus esqueça de que cada dia maior necessidade tendes de indulgência? Oh! ai daquele que diz: “Nunca perdoarei”, pois pronuncia a sua própria condenação. Quem sabe, aliás, se, descendo ao fundo de vós mesmos, não reconhecereis que fostes o agressor? Quem sabe se, nessa luta que começa por uma alfinetada e acaba por uma ruptura, não fostes quem atirou o primeiro golpe, se vos não escapou alguma palavra injuriosa, se não procedestes com toda a moderação necessária? Sem dúvida, o vosso adversário andou mal em se mostrar excessivamente suscetível; razão de mais para serdes indulgentes e para não vos tornardes merecedores da invectiva que lhe lançastes. Admitamos que, em dada circunstância, fostes realmente ofendido: quem dirá que não envenenastes as coisas por meio de represálias e que não fizestes degenerasse em querela grave o que houvera podido cair facilmente no olvido? Se de vós dependia impedir as conseqüências do fato e não as impedistes, sois culpados. Admitamos, finalmente, que de nenhuma censura vos reconheceis merecedores: mostrai-vos dementes e com isso só fareis que o vosso mérito cresça.
Mas, há duas maneiras bem diferentes de perdoar: há o perdão dos lábios e o perdão do coração. Muitas pessoas dizem, com referência ao seu adversário: “Eu lhe perdôo”, mas, interiormente, alegram-se com o mal que lhe advém, comentando que ele tem o que merece. Quantos não dizem: “Perdôo” e acrescentam. “mas, não me reconciliarei nunca; não quero tornar a vê-lo em toda a minha vida.” Será esse o perdão, segundo o Evangelho? Não; o perdão verdadeiro, o perdão cristão é aquele que lança um véu sobre o passado; esse o único que vos será levado em conta, visto que Deus não se satisfaz com as aparências. Ele sonda o recesso do coração e os mais secretos pensamentos. Ninguém se lhe impõe por meio de vãs palavras e de simulacros. O esquecimento completo e absoluto das ofensas é peculiar às grandes almas; o rancor é sempre sinal de baixeza e de inferioridade. Não olvideis que o verdadeiro perdão se reconhece muito mais pelos atos do que pelas palavras. — Paulo, apóstolo. (Lião, 1861.)

quinta-feira, 28 de abril de 2011

ORAÇÃO PARA DOENTES E MÉDICOS

[fZj6.jpg]Senhor colocamos diante de Ti em atitude de oração, todos os enfermos do Universo.
Sabemos que Tu ouves, Tu vês. Sabemos que Tua força está em todos.
Olha para todos que estão sofrendo por doença física e espiritual.
Tu sabes, Senhor, quanto custa sofrer.
Sabemos que Tu não Te alegras com o sofrimento dos Teus filhos.

Dá-lhes, Senhor, força e coragem para vencer os momentos de desespero, desânimo e de cansaço.

Torna-os pacientes e compreensivos, simples, humildes e confiantes na sua benção.

Neste momento, ofereço as minhas energias, para todos os necessitados.

Aceita Senhor, minha energia de amor, a minha humilde doação.

Que possam também, fluir pelas mãos dos nossos doutores,
médicos na terra, para assim aliviar os sofrimentos de
todos os Teus Filhos.

Que Deus Nosso Pai possa aceitar essa vibração em nome de todos
os doentes, que hoje não tem forças, entendimento,
conhecimento ou condições de fazer uma única oração.

Que ELE possa abençoar e permitir a CURA bem como o alivio das
infinitas dores e sofrimentos.

Que assim seja! Assim será!